Provavelmente você passou por vários momentos que o levaram a conclusão que o cliente nem sempre tem razão. E foi uma boa conclusão. Mas também é bem provável que tenha chegado à conclusão que apesar de nem sempre ele ter a razão, vale ouro.


Algumas décadas atrás até poderíamos "abrir mão" de clientes fazendo da forma como pretendêssemos e definindo como atuaríamos. Atualmente a realidade é outra. Existem centenas de produtos semelhantes e com qualidade e preços competitivos, dezenas de empresas que concorrem diretamente com você e localizam-se por todo o país e até planeta.


No passado os clientes mesmo insatisfeitos voltariam a negociar com sua empresa, pois era muito difícil obter novas oportunidades. Hoje, se esboçar uma pequena dúvida mediante a solicitação ele já está no quarteirão seguinte, negociando diretamente com seu concorrente e dando seu "depoimento negativo" a amigos, familiares, conhecidos, blogs entre outros, que tornará sua imagem amplamente divulgada, porém de forma negativa.


Para manter sua competitividade no mercado, minimizar possíveis perdas de clientes e prospecção de novos clientes, ampliação nas vendas e também redução de despesas e retrabalhos é necessário realizar alguns procedimentos. São eles:


Treine a Equipe: Prepare todos os colaboradores sobre os procedimentos da empresa, metodologia de trabalho, atendimento, entrega, cobrança, Visão e Missão da empresa. Isso otimizará o tempo, reduzirá despesas e reclamações e manterá a equipe mais coesa.


Conheça seus clientes: Desenvolva um banco de dados onde saiba quem são os clientes (nome, endereço, contato, registro de suas últimas compras, média de visitas, formas de pagamento).


Inove: Saia da mesmice. Desenvolva novos produtos, serviços, lay out, novas campanhas, promoções entre outras oportunidades. Conhecendo seu público alvo, busque meios de atrair com maior freqüência.


Evite dizer "não": Existirão pedidos que provavelmente não possam ser atendidos. No entanto, evite dizer um não de imediato. Verifique se realmente não há nenhuma possibilidade de atendê-lo ou aproximar-se do que ele está solicitando. Dizer que não dá e atendê-lo somente depois de muita insistência ou até mesmo quando o cliente não desejar mais manter relacionamento com sua empresa apenas irá deixá-lo mais irritado e insatisfeito com a empresa.



Reprodução Autorizada desde que mencionado o autor e o site e comunicada sua utilização através do e-mail trueconsultoria@trueconsultoria.com.br


 

Amplie sua competitividade através do atendimento
por Wagner Campos