J.M. Barrie criou a peça Teatral intitulada em Terra do Nunca, onde hoje muitos a conhecem como Peter Pan. Aquele garoto que não queria crescer nem ficar mais velho e vivia na Terra do Nunca. Lá as crianças jamais envelheciam, eram felizes e viviam aventuras maravilhosas. Podiam até voar desde que tivessem bons pensamentos.

Acredito que todos em algum momento já visitamos a Terra do Nunca. Seja em nossos sonhos durante a noite de sono, seja em nossos sonhos acordados em um momento de reflexão de nossas vidas. De alguma maneira, sonhamos poder ter ou viver um momento de alegria o qual normalmente encontramos distantes de nossa realidade.

Na Terra do Nunca Peter Pan era perseguido pelo Capitão Gancho. O motivo desta perseguição era simplesmente devido ao Capitão Gancho não aceitar o eterno sorriso esboçado na face de Peter Pan. A alegria demonstrada explicitamente por Pan em tudo o que vivia a cada segundo. Como Peter Pan conseguia viver em tanta alegria, harmonia e maravilhosas aventuras enquanto o Capitão Gancho não tinha as mesmas oportunidades?

Podemos encontrar em parte pessoas que não compreendem ou não aceitam nossas alegrias e nosso bom humor. Há aquelas que dedicam mais tempo para julgar nossas atitudes a melhorar o próprio comportamento em busca da própria felicidade. Isso sem contar as que querem o que temos não para se realizarem, mas para se compararem ou se sobressaírem sobre outras pessoas. Assim como o Capitão Gancho, não possuem bons pensamentos ou alegria em suas vidas e também não tentam conseguir de uma maneira saudável.

Seguir o conselho de Peter Pan e ter bons pensamentos nos levará a voar através de nossos sonhos, conscientemente ou não e encontraremos a felicidade. Biologicamente nosso corpo se envelhecerá com o passar dos anos, mas nosso espírito seguirá a escolha pelo nosso modo de vida. Poderemos ser jovens eternamente e curtir a vida com alegria, bom humor, diversão e incontáveis aventuras.

O tempo nos persegue, assim como o Crocodilo Tic Tac da história perseguia o Capitão Gancho. Tic Tac era o crocodilo que tinha engolido a mão do Capitão Gancho quando ela havia sido cortada em uma luta com o Peter Pan. O crocodilo também havia engolido um relógio o qual lhe rendeu tal apelido. Quando se ouvia “tic tac... tic tac” sabia-se que o crocodilo estava por perto.

O crocodilo do tempo nos persegue constantemente. Extinguem-se os ponteiros dos relógios que tilintam os tic tacs, mas permanecem os milionésimos de segundos que nos obriga a correr diariamente. Correr para realizar nossas atividades do trabalho, da escola, da faculdade ou em busca do sono.

Deixamos o tempo comandar nossas vidas amedrontadas por este monstro que nos domina. O tempo nos informa se é tempo de brincar, estudar, trabalhar, namorar, sonhar, realizar ou viver. Tudo tem o tempo certo para acontecer. Jamais temos tempo a perder. Não se recupera o tempo perdido, assim como o pêndulo de um relógio não vai e volta... ele sempre vai. Cada “tic” e cada “tac” é um segundo que já se passou... para a esquerda ou direita, o tempo sempre está indo.

Histórias infantis e peças teatrais à parte jamais deveríamos abandonar a Terra do Nunca. É nela que realizamos nossos sonhos mesmo que por alguns segundos. Preciosos, eternos e irrecuperáveis segundos.

É nela que através de bons pensamentos conseguimos voar e ir além de nossos limites, de nossos medos e de nossas inseguranças. Não envelhecemos e não crescemos, porém não significa que não aprendemos, não evoluímos ou não nos tornemos melhores.

De nada adianta uma fruta de casca bonita mas com o fruto estragado. Não nos alimentará. Da mesma maneira não nos satisfaremos com uma boa aparência, roupas ou vários bens, mas com nosso coração, auto-estima e amor próprio estiverem ressecados ou estragados. É como diz o ditado: “mente são, corpo são”.

Dedique mais tempo a você, reflita, viaje a sua Terra do Nunca diariamente e desperte a felicidade em sua vida. Tenha bons pensamentos e voe sobre os Capitães Gancho que estão a sua volta e lutam contra sua alegria. Continue sorrindo e não tente derrotá-los mas sim se divertir com eles, afinal, derrotá-los acabaria com suas aventuras e perderia a graça.

E o crocodilo do tempo? Tic tac tic tac tic tac... sempre perseguirá a todos, mas enquanto você estiver em busca de seus sonhos, ele jamais o alcançará, porque tudo tem o tempo certo, e o seu tempo é você quem o define, basta acreditar e ir de encontro aos seus sonhos. Tenha bons pensamentos e voe em busca de sua alegria!



Reprodução Autorizada desde que mencionado o autor e o site e comunicada sua utilização através do e-mail trueconsultoria@trueconsultoria.com.br


 

Voce tem ido à Terra do Nunca? - Contos Corporativos (com um toque de automotivação)
por Wagner Campos