Lembro-me perfeitamente que durante a infância, assim como as crianças de hoje, não via a hora de receber meu ovo de páscoa. Eram poucas marcas oferecidas no mercado, com embalagens coloridas e bonitas, e em sua maioria, robustos, com paredes mais grossas e resistentes e dentro deles vinham dezenas de bombons envolvidos em papel alumínio, assim como o próprio ovo.

Atualmente os ovos de páscoa chamam a atenção não apenas pela expectativa da degustação de ovos de chocolate, mas pela variedade de tamanhos, embalagens e formatos. As embalagens apresentam personagens de filmes, desenhos, super-heróis, times de futebol, entre outros.

Como se não bastassem as novidades das embalagens, os ovos não têm mais como apelo o sabor do maravilhoso chocolate ou o recheio de bombons, mas principalmente os “brindes” contidos em seu interior. Bonecos, chaveiros, games, minirrádios e outros badulaques.

Pois é. Mesmo o chocolate, que é naturalmente saboroso e atrai todo mundo, precisa se diferenciar de alguma forma, chamar a atenção e não pode mais apresentar o mesmo conteúdo que oferecia no passado, senão fica sem graça.

Profissionalmente é a mesma coisa. Não basta termos uma boa apresentação pessoal e titulação acadêmica ou a experiência esperada. É preciso algo mais. É preciso surpreender. A surpresa vem através de resultados obtidos por fazer algo mais, o que os outros não fariam ou não teriam condições de proporcionar.

Se um ovo de páscoa precisou ser inovado para continuar atrativo e interessante aos novos consumidores, os profissionais devem se comportar da mesma forma. Achar-se que sempre se fez algo e se deve continuar assim é sinal de estagnação. Acreditar-se que se formar na faculdade ou fazer-se uma pós-graduação é suficiente para se garantir uma recolocação no mercado ou mesmo se manter nele, é utopia.

Inove! Atualize-se. Faça novos cursos de graduação e especialização. Participe de cursos de capacitação profissional. Seja interessado e atue em outros segmentos, empresas, cidades, estados, etc. Assim, a possibilidade de você deixar de ter apenas uma bela embalagem e passar a surpreender com seu conteúdo e diferencial será muito maior. Irá manter seu brilho, empregabilidade, competitividade e principalmente, será mais flexível e adaptativo a novas experiências, podendo assim, gerar melhores resultados e mais rapidamente.

E não se esqueça. Assim como os ovos de páscoa, você deverá estar sempre muito bem exposto aos mercados que deseja atender, para despertar interesse, afinal, quem não é visto, não é lembrado!


Reprodução Autorizada desde que mencionado o autor e o site e comunicada sua utilização através do e-mail trueconsultoria@trueconsultoria.com.br


 

Você e os Ovos de Páscoa
por Wagner Campos